Notícias


Prefeitura decreta luto oficial pela morte da professora e intelectual Maria Correia

O prefeito de Itaporanga decretou no último sábado (18) luto oficia de três dias pela morte da inesquecível professora, intelectual e escritora Maria Correia Filha, vítima de falência múltipla dos órgãos e insuficiência respiratória.

Maria herdou o nome da mãe e era filha de José Correia da Silva, nascida no sítio Barrocão, município de Itaporanga, no dia 05 de junho de 1943.

Teve o primeiro contato com as letras ainda quando morava no sítio, vindo depois estudar no Grupo Escolar Simeão Leal e na Escola Normal Para Moças Padre Diniz, onde, mas tarde passou a lecionar Português e também as disciplinas: Educação Moral e Cívica e Organização Social e Política do Brasil (OSPB). Intelectual e Escritora, lançou seu primeiro livro: A Difícil Travessia, relatando a sua grande luta contra um câncer de mama, com quem travou uma intensa batalha durante vinte anos. Preparava a edição de um segundo livro que não chegou a concluir. Quando morou em João Pessoa, foi Professora de Português do Colégio Liliosa de Paiva Leite.

Era colaboradora do Jornal Folha do Vale, nas edições impressas e Online, onde era detentora de uma coluna em cada edição. Foi também professora do Colégio Diocesano Dom João da Mata, onde recentemente comandava a cadeira de Orientação Vocacional. Durante o governo de Antonio Porcino, trabalhou como Psicóloga do Caps. Itaporanga hoje ficou mais triste pela perda insubstituível de uma filha. Morre mais uma de nossas guerreiras!

« Voltar