Notícias


Prefeitura de Itaporanga realiza palestra alusivo ao Movimento Maio Amarelo

 

A Prefeitura Municipal de Itaporanga, por meio da Superintendência Itaporanguense de Transporte e Trânsito – SITTRANS, realizou na tarde de hoje, terça-feira (22), palestra com a temática Maio Amarelo - Atenção pela Vida, para toda população Itaporanguense, o evento aconteceu no auditório do Fórum Juiz João Espínola Neto.

A palestra alusiva ao Movimento Maio Amarelo teve como objetivo, alertar toda sociedade para os altos índices de mortalidade no trânsito.

O prefeito Divaldo Dantas esteve presente prestigiando o evento, como também o Superintendente do DETRAN-PB, Agamenon Vieira da Silva, os párocos da cidade, Padre Rodolfo Cavalcante de Caldas e o Padre Quirino Pedro Cirilo, o Tenente Evandro esteve representando o 13º Batalhão de Polícia Militar, Tenente Carvalho representante da 4ª CIA de Bombeiros Militares, Maria do Carmo Lima Gerente da 7ª Regional de Educação, além dos alunos das escolas: Adalgisa Teódulo da Fonseca e Francelino de Alencar Neves.

O evento foi uma demonstração de evolução e desenvolvimento no trânsito de Itaporanga, na oportunidade o Superintendente do DETRAN-PB, Agamenon Vieira da Silva, parabenizou o prefeito Divaldo Dantas pelo trabalho que está sendo desenvolvido no município, onde os resultados apresentados pelo Superintendente da SITTRANS, José Osfânio da Silva, comprovaram que os índices de acidentes na cidade diminuíram consideravelmente.

A Campanha “Maio Amarelo” tem como objetivo gerar evidência para a questão da segurança no trânsito durante todo o mês de maio e estimular, desta forma, a participação de toda a população, empresas, governos e entidades. A escolha pelo mês de maio justifica-se por se tratar de um mês histórico para a segurança no trânsito e um marco mundial para o balanço das ações realizadas em todo o mundo.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, o Brasil registrou no ano passado mais de 47 mil mortes por acidentes de trânsito, o que equivale a cinco mortes por hora, em média. Mais de 400 mil pessoas ficaram com algum tipo de sequela em decorrência de acidentes.

« Voltar