Notícias


Prefeitura realiza capacitação para profissionais do programa Criança Feliz

Durante toda esta semana, profissionais da Secretaria de Assistência Social, participam em Itaporanga juntamente com profissionais de municípios vizinhos, de uma capacitação do Programa Criança Feliz, que é desenvolvido por meio de uma parceria entre Governo Federal, Estado e Município.


O curso de capacitação, ministrado pela técnica Gilmara Oliveira, da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Humano, aborda todas as fases em que os profissionais da assistência social municipal irão desenvolver junto aos usuários do programa Criança Feliz.


A secretária Naura Ney Ferreira, deu alguns detalhes sobre o funcionamento do Criança Feliz no município: “As equipes do programa acompanharão, através de visitação domiciliar, crianças de 0 a 6 anos e suas respectivas famílias que fazem parte do Bolsa Família, com o objetivo de promover o desenvolvimento familiar. No município de Itaporanga, o programa irá contar com quatro visitadores, um supervisor, um técnico de referência, além de assistente social e um psicólogo, que trabalharão dando todo o suporte as famílias que serão assistidas pelo Criança Feliz. ”, concluiu.
Sobre o Programa Criança Feliz:

21192206_2021555304756820_6693881702975819191_n


O Programa Criança Feliz surge como uma importante ferramenta para que famílias com crianças entre zero e seis anos ofereçam a seus pequenos instrumentos para promover seu desenvolvimento integral.


Por meio de visitas domiciliares direcionadas às famílias participantes do Programa Bolsa Família, as equipes do Criança Feliz farão o acompanhamento e darão orientações importantes visando fortalecer os vínculos familiares, comunitários e estimular o desenvolvimento infantil.


Os visitadores serão capacitados em diversas áreas de conhecimento, como saúde, educação, serviço social, direitos humanos, cultura etc. A troca com as famílias será rica e constante. Para a família participar do programa, é preciso manter os dados no Cadastro Único atualizados, principalmente quando há grávidas e crianças de até três anos na família ou de até seis quando possuem necessidades especiais.

« Voltar